Intelimagem desenvolve protocolo para tomografia de tórax no diagnóstico da Covid-19

A Intelimagem Medicina Diagnóstica, com unidades em Gramado e Canela, desenvolveu um protocolo para tomografia de tórax no diagnóstico da Covid-19. “Os exames de imagem têm sido um importante método auxiliar de diagnóstico da Covid-19. Por isso, em congruência com o pensamento dos melhores centros de imagem do Brasil e do mundo, desenvolvemos um protocolo para padronizar os laudos de tomografia realizados usando as tecnologias da Intelimagem em sua unidade localizada junto ao Hospital Arcanjo São Miguel”, explica o Dr Lúcio Luzzatto, médico radiologista da Intelimagem.

O protocolo define quatro classificações (mais informações abaixo), que ajudam médicos no diagnóstico da doença e tratamento dos pacientes. “Este método tem o benefício de indicar níveis de suspeita da Covid-19 e afastar outros tipos de doenças respiratórias e pneumonias, que não são causadas apenas pelo novo coronavírus. Isso auxilia a equipe de profissionais da saúde a definir o encaminhamento mais adequado para cada caso”, observa Luzzatto. Segundo ele, o radiologista auxilia o médico neste diagnóstico, conforme os padrões de imagem e a correlação com os sintomas do paciente, sempre considerando os resultados do método diagnóstico padrão para a Covid-19, que é o estudo por RT-PCR.

Nos últimos meses, a Intelimagem tem registrado um aumento na quantidade de tomografias de tórax realizadas em suas unidades e no Hospital Arcanjo São Miguel. No ano de 2019, foram realizados pela empresa 63 exames de tomografia computadorizada de tórax no período de 27 de junho a 27 de julho. No mesmo período em 2020, foram 475 exames, representando uma variação de 650% em relação ao ano anterior.

A diretoria técnica da Intelimagem alerta que não apenas a tomografia de tórax, como também exames relacionados com outras doenças não devem ser ignorados ou adiados. “Neste mesmo período em que aumentou o número de tomografias de tórax na Intelimagem, observamos uma queda na procura por exames de acompanhamento e monitoramento de doenças cardiovasculares, cerebrais e oncológicas. Muitas pessoas estão com receio de entrar em hospitais e clínicas, mesmo sentindo sintomas mais sérios, e quando decidem procurar ajuda já estão em um estágio mais avançado, o que poderia ser evitado com o diagnóstico precoce”, completa o Dr Lúcio Luzzatto.

Laudos de tomografia de tórax no diagnóstico da Covid-19

1 – Clássico-Provável para Suspeita de COVID-19 (Probabilidade Alta) Achados de imagem compatíveis e com probabilidade alta de representarem a doença, devendo-se agir ativamente no isolamento, tratamento e cuidados do paciente, solicitando a comprovação laboratorial por RT-PCR.

2 – Indeterminado para Suspeita de COVID-19 (Probabilidade Existente) Achados de imagem que não preenchem o padrão clássico-provável esperado para COVID-19, mas que podem estar relacionados à doença, devendo ser correlacionados com o quadro clínico do paciente e comprovação laboratorial por RT-PCR.

3 – Normal para Suspeita de COVID-19 (Probabilidade Baixa, mas Existente) Achados de imagem normais que indicam, na dependência de quadro clínico sugestivo, eventual comprovação laboratorial por RT-PCR, uma vez que a tomografia computadorizada pode ser normal em estágios iniciais da infecção por SARS-CoV2.

4 – Doença Não-COVID-19 (Probabilidade Baixa) Achados de imagem compatíveis com outras afecções pulmonares não relacionáveis à COVID-19, devendo o paciente ser investigado e manejado para a doença em suspeita.

Deixe uma resposta